A inserção de Cabo Verde na CEDEAO: «o comércio e as migrações»

A CEDEAO foi criada em 1975, altura em que outros agrupamentos, já tinham sido criados e com sucesso, caso da CEE, hoje EU. A criação da CEDEAO não se fez acompanhar dos princípios democráticos, o fim dos conflitos entre países membros, inclusão social e a luta contra a pobreza. Após 32 anos, a Comunidade depara-se com grandes constrangimentos, decorrentes da participação ineficiente dos Estados membros.

 O funcionamento da instituição será apenas o reflexo da vontade e consciência de pertença a ela, dos seus membros. O agrupamento teria como objectivo principal a diminuição das barreiras tarifárias e não tarifárias. Cabo Verde é um país da região, com índice favorável de desenvolvimento em relação ao resto dos países da região. Mais de metade da população da sub-região, vivem situações de pobreza extrema, com menos de 1 dólar por dia. A integração regional pode ser imprescindível ao crescimento e ao desenvolvimento económico dos países membros. Os conflitos civis e militares são constrangimentos a redução da pobreza e a inclusão social. O comércio irrisório, apenas 11% dos produtos são transaccionados entre os países membros e a imigração é considerada de alto risco. Os fluxos comerciais são afectados pela natureza rendeira da economia, baseada na agricultura de subsistência, exploração de minérios e exploração de petróleo. Há um fraco investimento externo, os empregos são inexistentes e quando os há, os salários são baixos. A reorganização económica e social da CEDEAO traria enormes vantagens a Cabo Verde, se tiver em conta o fraco mercado interno (470.000 habitantes) e uma população oeste africana 245.200 milhões. O Acordo de Parceria económica poderá impulsionar a reorganização da Comunidade.

 

Assunto: Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, Comércio - Cabo Verde, Economia - Cabo Verde, Globalização

 

Pode consultar o texto integral em:

https://catalogo.up.pt/exlibris/aleph/a23_1/apache_media/I9P7LSX3USGEY37GE78E6E78PALJA8.pdf

Additional Info

  • Orientador: Carlos José Gomes Pimenta
  • Autor: Joaquim Augusto Gomes
  • Ano: 2007
  • Coorientador: n/d

R&D Supported by

R&D Unit integrated in the project number UID/HIS/0495/2016.

 

Contacts

Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto
Via panorâmica, s/n
4150-564 Porto
Portugal

+351 22 607 71 41
ceaup@letras.up.pt