Africana Studia nº 23 - Experiências Missionárias - Trajetórias Coloniais e Pós-Coloniais em África

Experiências Missionárias - Trajetórias Coloniais e Pós-Coloniais em África

 

 

Índice:

  • Editorial (p.7)
  • Em jeito de homenagem ao Dr. José Soares Martins ou José Capela (p.9)
  • Experiências Missionárias: trajetórias coloniais e pós-coloniais em África
    • Patricia Teixeira Santos, Lúcia Helena Oliveira Silva e Nuno Pinho Falcão -  Fontes e pesquisa da História das Missões na África: arquivos e acervos (p.15)
    • Aramis Luis Silva – Coleções etnográficas como códigos de mediação cultural (p.25)
    • Harley Abrantes Moreira – As fotografias das missões batistas brasileiras na áfrica lusófona em período de descolonização: representações de um projeto missionário (p.45)
    • Luis Frederico Lopes dos Santos – “Two Kings of Uganda”: as relações entre a Church Missionary Society e o povo Baganda através do relato do Reverendo Robert Ashe, 1890 (p.61)
    • Lúcia Helena Oliveira Silva – Religiosidade e convenções: mudanças no reino de Baganda (1868-1956) (p.69)
    • Melvina Afra Mendes de Araújo – Hienas, missionários e crianças: um estudo sobre relatos de infanticídio no Quénia (p.79)
    • Iracema Dulley – Indexation and Displacement: Spiritain Missions in the central highlands of Angola (p.97)
  • Entrevista
    • Lorenzo Macagno - Entrevista conduzida por Patrícia Teixeira Santos  (p.115)
  • Notas de Leitura
    • René Pélissier – De Baía à Annobón: étranges dérives (p.133)
  • Resumos (p.151)
  • Legendas das ilustrações(p.155)

  

Editorial 

O presente dossier concentra alguns dos trabalhos que foram apresentados em duas iniciativas que o CEAUP, através do seu grupo Missões, histórias e identidades entre África e Portugal, levou a cabo em 2013 e 2014.

O percurso deste grupo começou com o diálogo entre diversos investigadores do Centro em torno do projeto do I Colóquio Internacional Da evangelização da África à África evangelizadora: Mediações missionárias em África e a partir de África, que teve lugar na FLUP entre 17 e 19 de Outubro de 2013.

Deste encontro, espaço de reflexão e de estimulantes debates acerca do fenómeno social e histórico das missões, surgiu a constituição do grupo de trabalho e a organização, em Junho de 2014, do Seminário Internacional Missões Cristãs em África: abordagens interdisciplinares de investigação.

Destes dois encontros científicos resultou um projeto internacional, envolvendo diversas instituições universitárias, dirigido às fontes documentais e acervos conservados pelas ordens e congregações missionárias, de que se tenta uma apresentação sintética no primeiro artigo do dossier.

Além do projecto, os encontros foram espaço de apresentação de diversos trabalhos, dos quais foi feita uma selecção que aqui se publica.

Com colaborações que vão da antropologia à história, garante-se a interdisciplinaridade das abordagens ao fenómeno missionário, que enriquece decisivamente os estudos que se propõem.

O conjunto dos artigos permitem-nos pensar a missionação como uma experiência histórica e social de intervenção, que produziu um espaço de comunicação e criou uma civilização material onde diferentes actores constroem linguagens, conceitos e processos de tradução dos mundos, que fazem da missionação um elemento fulcral para a compreensão de experiências históricas nas antigas áreas coloniais da África.

No exercício de compreender o papel das instituições missionárias nas antigas áreas coloniais africanas, percebe-se a importância do diálogo com outras experiências coloniais, de modo especial das Américas, e as possíveis trocas e resignificações de práticas e hierarquização de populações, de territórios e do controlo dos corpos dos missionados, que circularam através de missionários que passaram pelas diferentes “terras de missão”.

Enfatiza-se a necessária articulação entre os processos de produção académica de pesquisas em torno das missões africanas e o diálogo com as instituições arquivísticas religiosas. Esta articulação espera-se que resulte na ampliação das fontes disponíveis para a investigação, e uma compreensão mais aprofundada das diferentes funções sociais dos arquivos.

Nuno Falcão

Patrícia Santos

 

Revista Internacional de Estudos Africanos/ International Journal of African Studies:

Entidade proprietária: Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto FLUP - Via Panorâmica s/n - 4150-564 Porto
Director: Maciel Morais Santos (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.)
Sede da Redacção: FLUP - Via Panorâmica s/n - 4150-564 Porto
N° de registo: 124732
Depósito legal: 138153/99

ISSN: 0874-2375
Tiragem: 100 exemplares 
Periodicidade: Semestral
N° de contribuinte da entidade proprietária: 504045466 

Design Capa: Sersilito

Execução gráfica: Sersilito
Edição: Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto 
Edição gráfica: Marco Alvarez 
Revisão gráfica e de textos: Henriqueta Antunes

Conselho Científico/Advisory Board: Adriano Vasco Rodrigues (CEAUP), Alexander Keese (U. Berna/CEAUP), Ana Maria Brito (FLUP), Augusto Nascimento (IICT), Collete Dubois (U. Aix-en-Provence), Eduardo Costa Dias (CEA-ISCTE), Eduardo Medeiros (U. Évora), Isabel Leiria (FLUL), Joana Pereira Leite (CESA-ISEG), João Garcia (FLUP), João Pedro Marques (IICT), José Carlos Venâncio (U. Beira Interior), Malyn Newitt (King’s College), Manuel Rodrigues de Areia (U. Coimbra), Michel Cahen (IEP – U. Bordéus IV), Paul Nugent (CEA- Edimburgo), Philip Havik (IHMT), Suzanne Daveau (U. Lisboa).

Conselho Editorial/Editorial Board: Célia Silva, Fátima Rodrigues, Maciel Morais Santos. 

Secretariado e edição online: Raquel Cunha

Venda online: http://www.africanos.eu/ceaup/loja.php 

Advertência: Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta publicação (na versão em papel ou electrónica) sem autorização prévia por escrito do CEAUP. 

Africana Studia é uma revista publicada com arbitragem científica. 
Africana Studia é uma revista da rede África-Europe Group for Interdidisciplinary Studies (AEGIS).

Capa: Sala de aula da professora Iselda Rossi. Carapira, Moçambique, 1973.

Acervo pessoal do padre Giovanni Grazian

 

Para leitura integral: http://ojs.letras.up.pt/index.php/1_Africana_2/issue/view/515

 

R&D Supported by

R&D Unit integrated in the project number UID/HIS/00495/2019.

 

Contacts

Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto
Via panorâmica, s/n
4150-564 Porto
Portugal

+351 22 607 71 41
ceaup@letras.up.pt