Рекомендуется

Письмо исследователя

Do Subdesenvolvimento. Vulgatas, Rupturas e Reconsiderações em Torno de um Conceito

Índice:

00. DAS QUESTÕES METODOLÓGICAS AOS NÍVEIS DE SISTEMATIZAÇÃO
PARTE I: VULGATAS
   INTRODUÇÃO
   01. FACTORES ECONÓMICOS DO DESENVOLVIMENTO
   TEXTOS ANTOLOGIADOS
      Texto 1: Da desigualdade entre países à problemática do desenvolvimento: as questões iniciais , ONU
      Texto 2: Principais factores do produto per capita, ONU
      Texto 3: A população como obstáculo ao progresso económico, Joseph J. Spengler
      Texto 4: O circulo vicioso da pobreza, Ragnar Nürkse
   02. FACTORES SOCIO-CULTURAIS DO (SUB) DESENVOLVIMENTO
   TEXTOS ANTOLOGIADOS
      Texto 5: Estrutura social e crescimento económico, Bert F. Hoselitz
      Texto 6: A organização empresarial como um factor de desenvolvimento económico, Frederick Harbison
      Texto 7: As instituições e o desenvolvimento económico, Charles Wolf, Jr.
      Texto 8: A ética protestante como uma pré-conição geral do desenvolvimento económico, Niles M. Hansen
      Texto 9: O motor da realização pessoal, factor do crescimento económico, David C. MacClelland
PARTE II: RUPTURAS
   INTRODUÇÃO
   01. AS CRÍTICAS À «TEORIA DA MODERNIZAÇÃO»
   02. PROCLAMAÇÕES
   TEXTOS ANTOLOGIADOS
      Texto 10: A primeira década de desenvolvimento: as ilusões, O.N.U.
      Texto 11: Os resultados da primeira década de desenvolvimento. O desencanto do «gap» mais alargado, O.N.U.
      Texto 12: Capitalismo e desenvolvimento do subdesenvolvimento, Andre Gunder Frank
      Texto 13: Subdesenvolvimento: um produto de forças históricas, Keith Griffin
   03. PREFIGURAÇÕES
   TEXTOS ANTOLOGIADOS
      Texto 14: O comércio externo como instrumento de poder nacional, Albert O. Hirschman
      Texto 15: Pagamentos e comércio internacionais numa era de coexistência. A politica comercial nos países subdesenvolvidos, Raul Prebisch
      Texto 16: O tecido das «articulações» e as demoras do desenvolvimento, F. Perroux
      Texto 17: O principio de causalidade circular e cumulativa, Gunnar Myrdal
      Texto 18: Padrões de desenvolvimento em regiões de povoamento recente, Robert Baldwin
      Texto 19: Sobre a inadequação do paradigma, V. K. R. V. Rao


Referência bibliográfica do livro:

Exportação para EndNote, ProCite

Exportação em Formato texto

Se está registado importe

Versão Web

Versão do texto completo em pdf.


FIGUEIREDO, António Manuel, and Carlos S. COSTA. 2010. Do Subdesenvolvimento. Vulgatas, Rupturas e Reconsiderações em Torno de um Conceito. Edited by e-books. 1 ed. 1 vols. Porto: Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto.

Prefácio

Este projecto editorial resultou, nos seus contornos iniciais, da necessidade experimentada pelos autores de confrontarem as aquisições fruto do seu investimento pessoal no âmbito da actividade académica. De facto, o cruzamento dos tempos de docência, reflexão e pesquisa centrados nos domínios da história e epistemologia da ciência económica e da problemática do desenvolvimento/subdesenvolvimento conduziu a que, no plano restrito do conceito de subdesenvolvimento, se procurasse analisar o modo como as grandes questões do «económico» se inscrevem na conflitualidade teórica de uma disciplina particular.
De raíz, o projecto visava reunir um conjunto de textos suficientemente ilustrativo do modo como a teoria económica tem apropriado e respondido às exigências de conceptualização suscitadas pela fenomenologia do subdesenvolvimento e funcionar, simultaneamente, como manual de apoio a disciplinas universitárias directa ou indirectamente relacionadas com aquela problemática. A riqueza de implicações do material antologiado suscitou, entretanto, que no desenvolvimento do trabalho de sistematização dos seus diferentes níveis de leitura se forjasse a convicção de que o roteiro da antologia, mais do que uma introdução de circunstância, devia assumir-se como contribuição autónoma para uma leitura alternativa daquele percurso evolutivo. Impôs-se, por isso, a busca do justo equilíbrio entre duas modalidades organizativas: redigir uma simples introdução para uma antologia dotada de autonomia ou seleccionar um conjunto de textos destinado a concretizar o enunciado de determinado conjunto de princípios.
(...)
No que respeita ao material antologiado propriamente dito, duas opções importa aqui referir em particular. Em primeiro lugar, apenas em última instância recorremos a produções já antologiadas, aceitando o desafio a que inicialmente nos propuséramos. Depois, e atendendo às condições de escassez editorial, decidimos evitar sempre que possível a inclusão de material já publicado em português, mesmo que dotado de maior representatividade bibliográfica. Em qualquer caso, entretanto, a inclusão de um determinado autor ou texto relevou da leitura que se faz da história da teoria do desenvolvimento/subdesenvolvimento e, em particular, da formulação/reformulação da respectiva problemática. Desafio respondido, os autores aceitam um outro – o do sentido crítico dos leitores.

Связаться с нами

Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto
Via panorâmica, s/n
4150-564 Porto
Portugal

+351 22 607 71 41
ceaup@letras.up.pt